painel angaar 2016
home perfil publicados online amigos noticias
contododia cronicas contoserotios poesias poesiaseroticas contato

... ...

Goiânia - Brasil
      

 



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player





Contos Eróticos
Solte a imaginação....

 

ABORRECENTES...


Já que é para falar.... eu falo!
Já que é para lembrar...
eu me lembro...

(ai, como dói lembrar)

Já fui o astro principal,
aquele que quando chegava
as meninas ficavam loucas...
sorriam,
ofereciam convites irrecusáveis...
quase nunca aceitos...


Olhava para todas
e elas eram transparentes...
Não preenchiam os meus requisitos...
de deus!
 

Coisa de “aborrecente”...

Depois o tempo continuou,
como sempre,
todo dia,
um atrás do outro...
e outros...

Amadureci,
o corpo acompanhou
e
deixou uns quilinhos aqui e ali.
E, mesmo que não queira aceitar,
até uns cabelos brancos, começaram aparecer...


Se não fosse o meu amigo espelho,
companheiro de batalhas,
não sei o que seria de mim!

Ele me anima,
participa!
 o cúmplice de todas horas,
de todas as piscadas...

Sempre diz que estou bonito, lindo...

Por ele,
eu continuaria atacando,
atacando,
todos os dias
uma gata diferente.


Ele sempre teve razão...


Mas,
elas eram e continuam...
Desculpe, ...
Ôcas!


O que importa é que estou vivo!
bem vivo
e
Feliz!

O tempo não tirou a
minha vontade de viver!


Mas, quer saber?
Minha amiga,
meu amigo,
difícil não é ganhar uma gatinha
todos os dias,
afinal,
a maioria delas,
ainda vivem com seus
espelhos nas bolsas.

( espelhos bandidos! ).
Difícil será passar por tudo
isso novamente.


Depois de tudo
descobrimos que o difícil é conseguir
mostrar para aquela que elegemos,
que você
continua o mesmo de ontem...
de dez,
vinte,
sei lá quantos anos!


Ela,
pelo menos,
sabe do seu potencial.

Sabe que,
com as palavras certas,
com os toques certos,
nos lugares...
Tudo fica colorido outra vez...
como sempre!


Nessas horas,
minha amiga,
meu amigo,
não importa o corpo,
a cor,
a altura
ou
a roupa,
pois,
afinal, na hora do “pega-prá-capar”,
ela não participa.
Atrapalha!


No fundo,
no fundo,
o que a vida nos ensina,
é que somos iguais.
Todos nós
somos cópias de cópias,
que querem se individualizar!


Ser único!

Com cabelos brancos
ou não;
com barriguinha saliente
que pula para fora do corpo;
ou bem malhada,
somos iguais,
com chances iguais!


Quem faz de você a heroína,
o gata sexy,
é o seu guerreiro!
O que importa
para ele,
é você,
o seu prazer!


Pode acreditar,
por aí a fora,
não tem gatinha com a sua experiência,
com o seu cheiro
e
com o seu miado de gata no cio.
Sem contar o seu olhar arrasador!


Elas,
as gatinhas,
não tem o nosso tempo de vida.
Ainda não aprenderam os truques
que a vida ensinará...


Você sabe ser mulher
sem medo de se entregar
e
viver o momento.


Sabe gritar,
gemer,
urrar!
Ser uma doce
e
meiga virgem
em um momento,
mesmo que só na imaginação dele,
e no outro,
uma fera sedenta


Essas gatinhas de saias curtas,
ainda vão levar um tempão
para aprenderem... 


Acredite! É verdade!

Por isso,
minha amiga
não se envergonhe do seu corpo
ou
da sua idade.

Lembre-se!
Você é loba e loba caça!


Continue conversando com o seu espelho,
ele ainda é o seu melhor amigo.


Valdir R. Silva
Raposa Atrevida
23/01/2005    -    19:20hrs
08/12/2008  -  08:05hrs.

 

 

fale_valdir_256

 


Todas as imagens deste site foram retiradas da Internet. O copyright das mesmas pertencem aos seus proprietários
Copyright © Todos Direitos Reservados
AnGaar.Com